VER-SUS/RN: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Amanda Spínola Barreto, Bruna Rafaely Melo de Souza, Camila Medeiros de Sousa, Daniel Peixoto de Aquino, João Paulo de Sá Rodriguez, Maria Beatriz de Azevedo Barbalho Silva, Valéria Andrade Mariz, Francisca Rêgo Oliveira de Araújo

Resumo


INTRODUÇÃO: Relato de experiência de um estágio de vivência, ofertado pelo Ministério da Saúde, na realidade do Sistema Único de Saúde do Rio Grande do Norte (VER–SUS/RN). O VER-SUS (Vivência e Estágios na realidade do Sistema Único de Saúde) constitue importante dispositivo que permite aos estudantes universitários experimentarem um novo espaço de aprendizagem que é o cotidiano de trabalho das organizações e serviços de saúde, entendido enquanto princípio educativo e espaço para desenvolver processos de luta dos setores no campo da saúde, possibilitando a formação de profissionais comprometidos ético e politicamente com as necessidades de saúde da população. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: A vivência aconteceu na cidade de Alto do Rodrigues, localizada no estado do Rio Grande do Norte (Brasil), na microrregião do Vale do Açu. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano 2010 sua população era estimada em 12.306 habitantes e sua área territorial de 191 km². Os versusianos, onze estudantes universitários, tiveram a oportunidade de conhecer e vivenciar a realidade dos seguintes serviços: Unidades Básicas de Saúde (UBS II, UBS V e UBS I - no distrito de São José), Hospital Municipal, CRAS, Aterro Controlado, Pocilga, Feira Livre, Mercado Municipal, Academias da Saúde, Escola Municipal, Programa VigiÁgua, além de visitarem a Delegacia Municipal, os Equipamentos de Lazer da Cidade (praças, ginásio esportivo e estádio municipal), assim como o Rio Piranhas-Açu que abastece grande parte da região e é utilizado, por parte da população, para fins de consumo domésticos e como ferramenta de lazer. Além disso, foram realizadas reuniões com gestores, profissionais e usuários, com o intuito de expor e debater a realidade local. Diariamente, os estudantes reuniam-se em uma roda de conversa para que, após cada vivência, as experiências fossem compartilhadas e discutidas. IMPACTOS: A imersão, por parte dos participantes, na realidade de saúde da cidade de Alto do Rodrigues, promoveu um conhecimento sobre o funcionamento do SUS e estimulou um pensamento crítico e reflexivo a respeito da intersetorialidade gestão-profissionais-usuários. Ao fim do período da vivência, em reunião com os três atores principais do SUS no município – gestão, trabalhador e usuário −, foram apontados os principais pontos positivos e negativos do sistema de saúde da cidade. Para os presentes na reunião, ficou clara a importância da realização do VER-SUS/RN em Alto do Rodrigues. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A vivência na realidade do sistema único de saúde contribui para a formação técnica, científica e política dos estudantes envolvidos, na perspectiva interdisciplinar e intersetorial. Assim, torna-se uma ferramenta imprescindível para a complementação da formação de acadêmicos cientes da realidade e necessidades do SUS e aptos para a atuação profissional nas mais diversas áreas.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.