PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM FISIOTERAPIA DA UNESP - PRESIDENTE PRUDENTE-SP: PROPOSTA PEDAGÓGICA GARANTIDORA DA AMPLIAÇÃO DO ACESSO AO SERVIÇO FISIOTERAPÊUTICO E DA INCORPORAÇÃO ACADÊMICA DE MODELOS DE ATUAÇÃO COLETIVO E DOMICILIAR NA ATENÇÃO BÁSICA

Renilton José Pizzol, Ana Lúcia de Jesus Almeida

Resumo


Introdução: Os Programas de Residência nas Áreas de Saúde foram regulamentados pelos Ministérios da Saúde (MS) e da Educação (MEC) pela Portaria Interministerial nº 1.077/2009 que, desse modo, reconheceu que várias profissões de saúde, entre as quais a Fisioterapia, por possuírem competências e habilidades acadêmicas e científicas bem estabelecidas poderiam contribuir por meio de Programas de Residência para o treinamento de profissionais em direção à uma formação acadêmica mais ampla e profunda voltada para ambientes de trabalho associados com o SUS e assim, qualificar o atendimento da população usuária do sistema e que, no caso da Fisioterapia, historicamente não tem acesso ao serviço que ainda permanece predominantemente restrito às clínicas especializadas e hospitais. Descrição: O Programa de Residência em Fisioterapia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista - campus de Presidente Prudente-SP (FCT/UNESP) foi criado em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em 2013 e se caracteriza por: carga horária distribuída em período de dois anos, abertura de onze vagas anuais, funcionamento diário e treinamento concomitante de 22 residentes (onze do primeiro ano e onze do segundo ano). A estrutura pedagógica do Programa estabelece que metade da carga horária diária seja realizada em atividades teórico-práticas em áreas específicas da Fisioterapia desenvolvidas na clínica-escola da universidade (Cardiologia, Desportiva, Gerontologia, Neurologia, Ortopedia, Pneumologia e Ginecologia) e em hospital municipal (Hospital Geral) e que outra metade seja desenvolvida em atividades práticas realizadas em várias unidades de saúde (US) do município, que incluem Estratégias de Saúde da Família (ESF) e Unidades Básicas de Saúde (UBS) que não possuem fisioterapeutas nas suas equipes. Impactos: A atuação dos residentes nas US ampliou significativamente o acesso da população ao serviço fisioterapêutico com o atendimento semanal de centenas de pessoas. Além disso, o Programa possibilitou que a Fisioterapia se apropriasse de espaços historicamente negligenciados pela profissão na Atenção Básica (AB), em especial nas ESF o que trouxe um maior conhecimento da atuação fisioterapêutica por parte das equipes de saúde e da população atendida. Quanto ao modelo de atuação, o Programa tem priorizado dois tipos de atendimento: a) coletivo com atividades realizadas com grupos de pessoas com objetivos de tratar determinados agravos e de promover hábitos corporais saudáveis amplificando o acesso da população à Fisioterapia e b) individual domiciliar com pessoas adstritas que permite ao residente desfrutar da experiência da visita domiciliar considerada estratégia-chave no entendimento da realidade social do indivíduo/família e do processo saúde-doença e que ainda é pouco vivenciada pelos fisioterapeutas. Considerações: O Programa de Residência em Fisioterapia da FCT/UNESP tem contribuído para a ampliação do acesso da população do município de Presidente Prudente-SP ao serviço fisioterapêutico e aos benefícios de sua prática. Essa contrapartida social tem fortalecido a parceria Universidade/SMS que, com o fomento do MS/MEC, tem sido responsável pelo funcionamento contínuo do Programa que tem contribuído com a formação de fisioterapeutas mais conhecedores da realidade social e das necessidades da população e, portanto mais aptos a prestar serviços mais qualificados em cenários de práticas da AB.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.