REFLEXÕES SOBRE A DISCIPLINA ESTÁGIO EM DOCÊNCIA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA UFTM

Manoela de Abreu, Dernival Bertoncello

Resumo


Introdução: A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) reconheceu a importância da formação de mestres e doutores para o ensino de nível superior e em 1999, além da ênfase a pesquisa, incorporou em seu estatuto o estágio supervisionado em docência (NOGUEIRA; PAGLIUCA, 2001).O Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal do Triângulo Mineiro - (PPGEF/UFTM) aprovado pela CAPES no final de 2010, visa desenvolver e aprofundar a formação adquirida pelo mestrando, preparando-o para a docência superior e para a pesquisa na área de Educação Física e Esporte. Objetivo: relatar e mostrar a importância da disciplina de estagio em docência por meio de um relato de experiência de uma aluna matriculada no PPGEF/UFTM. Descrição: A experiência relatada foi consequência da disciplina de Estágio em Docência, do Programa de Pós-Graduação em Educação Física, nível de Mestrado, da UFTM. A disciplina caracteriza-se em atividades realizadas pelo discente da pós-graduação, relacionadas a pratica de ensino na instituição, sob a supervisão de seu orientador.A disciplina proporcionou à aluna a oportunidade de acompanhar as aulas de seu orientador e observa-las em outra perspectiva, de participar da programação do conteúdo, de discutir sobre o aproveitamento dos recursos didáticos oferecidos, de preparar materiais didáticos para ministrar para os alunos da graduação de Fisioterapia, supervisionar e preparar provas, sob supervisão.Além do entrosamento com o orientador e os alunos de graduação, o contato com outros pós-graduandos de outros programas, porém do mesmo orientador e com os mesmos objetivos da disciplina, foi importante. O preparo dos materiais didáticos a serem ministrados para a graduação aconteceu primeiramente em duplas para posteriormente serem ministradas individuais. Impactos: A experiência vivenciada durante o estagio em docência foi apontada como indispensável para o programa de pós-graduação, por isso é considerada obrigatória e, apesar de ser necessário somente um semestre matriculado, o discente pode realizá-la dentro dos dois anos do curso, de acordo com o seu orientador. O contato direto com os alunos da graduação foi de suma importância, visto o quanto eles desejam participar ativamente do processo ensino-aprendizagem. O mesmo ocorreu com a aluna da pós-graduação que passou a entender a essência de um bom docente e para isso são necessários planejamento das aulas, responsabilidade ética e profissional, condescendência. A experiência do estagio em docência proporcionou uma visão ampla e melhorada da relação professores e alunos e ressaltou o que precisa ser ainda preenchido. Considerações: A formação para docência juntamente com o desenvolvimento de pesquisar, certamente proporcionará mestres e doutores mais bem preparados para enfrentar desafios para educação de nível superior mais qualificada. Habilitando os alunos, tanto da graduação quanto da pós-graduação, para uma formação mais critica, reflexiva e criativa, a construção da pratica profissional será enriquecedora. Além de abrir espaço para que esses futuros professores possam incentivar ainda mais novas propostas pedagógicas em conjunto, facilitando o processo ensino-aprendizagem.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.