BATERIA MULTIDISCIPLINAR DE TRIAGEM DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL: ESTUDOS PSICOMÉTRICOS DO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DAS HABILIDADES MOTORAS

Flavia Amaral Machado, Sérgio Kakuta Kato, Emanuelle Plotsky de Castro, Léia Gonçalves Gurgel, Adriana Jung Serafini, Caroline Tozzi Reppold

Resumo


Objetivo: apresentar a estimativa de precisão e as evidências de validade baseada nas relações com variáveis externas do Teste de Triagem do Desenvolvimento Infantil – Habilidades Motoras (TDI-HM). Esse instrumento compõe uma bateria multidisciplinar de triagem que avalia, além das Habilidades Motoras, a Linguagem e as Funções Executivas de crianças em fase de escolarização inicial. Métodos: a amostra do estudo foi composta por 382 alunos (6 a 8 anos), matriculados em escolas públicas de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. As variáveis do desenvolvimento motor foram rastreadas pelo instrumento elaborado (TDI-HM) e pelo teste Escala de Desenvolvimento Motor (EDM). Resultados: a análise de fidedignidade do TDI-HM indicou boa consistência interna do total de 16 itens do instrumento (Alfa = 0,76). A consistência interna (Alfa) das dimensões avaliadas em separado apresentou: motricidade ampla = 0,84 (6 itens), equilíbrio = 0,67 (4 itens), motricidade fina = 0,70 (6 itens). Comparando desempenho na escala por idade, os resultados indicaram que houve diferença significativa das médias por idade tanto no quociente motor geral – 6 anos, 110,50 (DP 7,86); 7 anos 100,21(DP 5,57) e 8 anos 89,85 (4,28) – quanto por dimensão. Conclusões: os resultados apresentaram evidências de que o TDI-HM tem potencial para verificar se o desempenho das HM está de acordo com os parâmetros esperados para a idade. Considera-se que, na sequência dos estudos, isso possa contribuir para o uso em pesquisas, em práticas clínicas e escolares relacionadas com o desenvolvimento motor em crianças no Brasil.


Palavras-chave


Habilidade Motora; Estudos de Validação; Desenvolvimento Infantil.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18310/2358-8306.v8n17.a4

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.