PERFIL DO FISIOTERAPEUTA E INSERÇÃO PROFISSIONAL NA ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE

Fernanda Moura Vargas Dias, Raíssa Olegário Aguiar Pavesi, Margareth Pandolfi

Resumo


Introdução: as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) para os Cursos de Fisioterapia orientam que os fisioterapeutas formados sejam capazes de atuar em todos os níveis de atenção à saúde. Objetivo: avaliar a inserção profissional do egresso de Fisioterapia na Atenção Básica à Saúde (ABS). Método: a pesquisa foi do tipo observacional descritiva de corte transversal com dados da Comissão Própria de Avaliação do Curso de Fisioterapia (CPAC) da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), coletados a partir de um instrumento de pesquisa interna. O instrumento com as perguntas foi enviado por meio de um link ao e-mail dos 88 egressos. Foram coletados dados pessoais (nome, endereço, formas de contato); da graduação; e do mercado profissional. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética. Resultados: dos questionários enviados, 39 (40,9%) foram respondidos. Quanto a caracterização do perfil dos egressos formados na Ufes, conclui-se que a maior parte era do sexo feminino, solteira e com idade de 25 ± 1 ano. Os graduados consideravam que as disciplinas profissionalizantes foram capazes de prepará-los para o trabalho. Os empregos adquiridos pelos egressos eram mais frequentemente no setor privado em detrimento do setor Público. Grande parte dos egressos disse que não atuou nem atua profissionalmente na ABS. Conclusões: embora a formação dos fisioterapeutas da Ufes esteja norteada pelos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), não foi possível observar a inserção dos egressos no mercado de trabalho no âmbito da ABS.


Palavras-chave


Fisioterapia; Mercado de Trabalho; Atenção Básica à Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18310/2358-8306.v8n17.a6

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.