DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DOS NÚCLEOS DE APOIO Á SAÚDE DA FAMÍLIA NA CIDADE DE SALVADOR BAHIA

Madlene de Oliveira Souza, Kionna Oliveira Bernardes

Resumo


INTRODUÇÃO: A Atenção Básica de Saúde é organizada com serviços de baixa densidade tecnológica, porém apresenta alta complexidade no processo de trabalho para alcançar uma abordagem integral do usuário. Para a ampliação dos serviços e melhora nas práticas de saúde, foi criado em 2008, o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) composta por profissionais de diferentes áreas do conhecimento com o intuito de fortalecer e apoiar as Equipes de Saúde da Família (ESF). O NASF possibilitou para várias profissões a inserção nos serviços de Saúde da Família, como na Fisioterapia, que representou a primeira aproximação formal da Fisioterapia no campo da saúde coletiva. OBJETIVOS: Desta forma, o objetivo do trabalho foi analisar a distribuição geográfica dos fisioterapeutas que atuam nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família na cidade de Salvador - BA. METODOLOGIA: Foi realizado um estudo transversal por um censo dos fisioterapeutas que trabalham no NASF no município de Salvador - BA através de um questionário e elaborado um mapa com os resultados. RESULTADOS: O município encontra-se com disposição de 8 NASF. Participaram da pesquisa 18 fisioterapeutas (90%) e foi observada a presença deste profissional em todas as equipes de NASF, com predomínio no NASF tipo I (83,33%). A cidade de Salvador - BA estima-se população de 2.710.968 habitantes e extensa área territorial 693.276 km², organizado por 12 distritos sanitários. Dentre estes, encontra-se somente 6 distritos sanitários que contemplam com os serviços de NASF, e a quantidade do fisioterapeuta em cada equipe do NASF variou entre os distritos sanitários responsáveis: 2 - Itapuã, 2 - São Caetano/Valéria, 2 - Cajazeiras, 3 ? Cabula/Beiru, 2 ?Barra/Rio Vermelho e 9 - Subúrbio Ferroviário. Destaca se, que neste último distrito situa-se 3 equipes de NASF, tendo 3 Fisioterapeutas em cada equipe. Em relação à quantidade de ESF no município, apresenta-se um total de 300 ESF, com proporção de 23, 16% da cobertura populacional. Quanto ao vínculo de ESF por NASF, 16 fisioterapeutas (88,89%) relataram ter vínculo de 6 a 9 ESF, em consonância com as diretrizes preconizadas pelo Ministério da Saúde. CONCLUSÃO: Os critérios de alocação do NASF nos territórios partem das necessidades locais e a composição dos profissionais do NASF é definida pelo gestor municipal. Assim, apesar da baixa cobertura dos serviços de Saúde da Família na cidade de Salvador, destaca-se a presença de fisioterapeutas em todas as equipes de NASF trazendo uma perspectiva promissora da Fisioterapia na comunidade voltada a ações coletivas.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.