EXERCÍCIO PROFISSIONAL E DEONTOLOGIA EM FISIOTERAPIA: UTILIZAÇÃO DE VIDEOGAME EM DISCIPLINA DA UNB QUE SE PROPÕE A ENSINAR COMO SE INFORMAR E PRATICAR A FISIOTERAPIA NO CONTEXTO SOCIAL, POLÍTICO, EDUCACIONAL E DE SAÚDE NO BRASIL

Anderson Lúcio Souza de Andrade, André Pires Moreira, Jorge Luis Barreto Pereira, Ana Clara Bonini-Rocha

Resumo


INTRODUÇÃO: Desde sua primeira edição em 2012, a disciplina “Exercício Profissional e Deontologia em Fisioterapia (EPDF)” foi idealizada para ser ofertada no oitavo semestre da matriz curricular e é pré-requisito para o ingresso no estágio obrigatório. Tem como foco a apreensão de conteúdos normativos considerados importantes para o aluno que ingressará no estágio obrigatório e para o egresso que exercerá a profissão de fisioterapia no âmbito da saúde pública e privada. Sua ementa dita o reconhecimento legal da profissão e controle ético, moral, normativo, científico e social, promoção de assistência independente, resolutiva, gestora e empreendedora de habilidades e competências nas políticas nacionais de saúde. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: EPDF é espaço para se discutir a identidade da fisioterapia, direitos e deveres dos alunos de fisioterapia e dos fisioterapeutas. Cursando-a o aluno conhece e reconhece as possibilidades de como e onde buscar informações normativas, como detectar e como agir em situações de desvios éticos, como encaminhar, orientar e se relacionar com usuários, colegas, equipe e gestores, em todos os níveis de complexidade e locais de onde a fisioterapia atua. Mas como fazer isto com um conteúdo tão denso? Frente ao desafio, no primeiro semestre de 2013 desenvolvemos um videogame em parceria com o CDT/UnB na plataforma ITAE. Afinal, jogos eletrônicos e estar online fazem parte do cotidiano dos jovens na atualidade, e na área da educação este tem sido um tema de grande relevância. ITAE é um moderno ambiente virtual usado para capacitação por meio de imersão online, do tipo quiz com jogos entre perguntas, que pode ser moldado conforme o que se deseja, trocando-se o conteúdo facilmente, interagindo com luzes, sons, movimentos e personagens. O professor cria e configura salas por assuntos. Alunos jogam extraclasse ou dentro da sala de aula, individualmente, em duplas, em grupos, de acordo com o planejamento do seguinte conteúdo programático: Regulamentação Profissional e do Exercício Profissional; Conselho Federal de Fisioterapia (COFFITO) e Conselho Regional de Fisioterapia (CREFITO); Especialidades e Entidades Representativas; Legislação; Políticas Nacionais de Saúde; Bioética e Cuidados Paliativos. IMPACTOS: No próximo semestre, a disciplina será ministrada pela sexta vez. Atualmente está sendo oferecida no Laboratório de Informática da FCE/UnB e é praticamente suportada pela busca online da Internet em tempo real, intercalando aula expositiva do professor, desenvolvimento de textos e leituras críticas. Em 2013/2 e 2014 1/2, conseguimos dimensionar o nível de desempenho, de satisfação com a metodologia e de percepção de aprendizagem do conteúdo de um grupo de alunos que utilizou o videogame ITAE extraclasse, em comparação ao grupo que não utilizou o videogame. O enriquecimento teórico dos estudantes que utilizaram o videogame foi notável e confirmado na nota da prova final e nas ótimas opiniões sobre satisfação e percepção de aprendizagem. A partir de 2015/1 o ITAE foi integrado ao plano de ensino e dele está sendo explorado todas as possibilidades didáticas. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A disciplina consolidou-se como o momento de conhecer a deontologia e pensar criticamente o contexto social, político, educacional e de saúde do exercício profissional da fisioterapia brasileira.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.