PRÁTICA DE ESTÁGIO EM SAÚDE COLETIVA: A CONSTRUÇÃO DE ESTRATÉGIAS DE PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DE SAÚDE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA

Renilton José Pizzol, Ana Lúcia de Jesus Almeida

Resumo


INTRODUÇÃO: A atuação fisioterapêutica de natureza acadêmica junto a estruturas representativas da Atenção Primária à Saúde (APS) é relativamente recente dentro dos Cursos de Graduação em Fisioterapia que tradicionalmente utilizam espaços voltados para a cura de doentes e reabilitação de pessoas com sequelas de traumas ou doenças. Dessa forma, a construção de um modo de atuação que embuta na atenção fisioterapêutica a elaboração de propostas que vão além do tratamento e preocupam-se com a prevenção e promoção de saúde, na busca da essência da APS, ainda é um desafio imposto ao eixo de Saúde Coletiva incluído nas grades dos Cursos de Graduação. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: O Curso de Fisioterapia da FCT/UNESP implantou a Prática Supervisionada de Fisioterapia em Saúde Coletiva (Estágio) em sua grade curricular em 2011. Para consolidar o Estágio foi criado o Setor de Fisioterapia em Saúde Coletiva com objetivo acadêmico primordial de elaborar estratégias de prevenção e promoção de saúde para uma comunidade cadastrada em uma ESF de Presidente Prudente-SP. No entanto, observou-se que havia uma grande demanda de indivíduos com problemas de saúde crônicos (a maioria de casos ortopédicos e neurológicos) o que gerou a necessidade de atendimento fisioterapêutico curativo, reabilitador e individualizado, em detrimento de estratégias mais coletivas. O atendimento desta demanda associado com o conhecimento das necessidades da comunidade foi importante, por sua vez, para incentivar práticas de estágio voltadas para prevenção e educação em saúde. A principal delas foi a organização de material informativo e orientador, elaborados a partir de discussões entre alunos e professores, denominados de Produtos. IMPACTOS: Os Produtos provenientes deste esforço intelectual foram estruturados sob a forma de palestras e folhetos voltados para a disseminação de práticas de saúde para a comunidade em geral e para as pessoas atendidas no Estágio e abrangeram diversas temáticas como: Cuidados com a Artrose; Exercício Físico e Artrose; Orientação e Dicas sobre a Hipertensão Arterial; Cuidados com a Coluna Vertebral e Orientação Postural; Orientação Domiciliar; A importância da Caminhada como Exercício Físico e Dicas sobre Alimentação Saudável. Durante este processo dificuldades foram observadas: pouca participação da comunidade; dificuldade de transmissão das ideias devido a diferenças culturais e linguísticas; necessidade de maior troca de experiências entre os alunos, professores e comunidade na construção do material. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A elaboração dos Produtos tem contribuído para fomentar discussões sobre temática relacionada à Saúde Coletiva e para ampliar a perspectiva do aluno em relação ao papel do Fisioterapeuta na APS como profissional capaz de considerar as estratégias educativas como parte importante de sua atuação.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.