EFEITO DO MÉTODO PADOVAN EM AMBIENTES CLÍNICOS: UMA REVISÃO DA LITERATURA

José Ribeiro da Silva Neto, Karyny Roberta Tavares Picanço, Yasmin Pontes Moreira, Adriane Campelo de Andrade, Cleber Alexandre de Oliveira, Ariely Nunes Ferreira de Almeida

Resumo


Introdução: O método Padovan foi desenvolvido por Beatriz Padovan para fins terapêuticos a fim de recapitular as fases do neurodesenvolvimento, como estratégica para habilitar e/ou reabilitar o sistema nervoso. O método é composto por exercícios corporais que promovem a recapitulação das fases de aquisição da marcha humana e por exercícios orais que estimulam as funções reflexo-vegetativas como respiração, sucção, mastigação e deglutição. Objetivo: Descrever os efeitos do método Padovan em ambientes clínicos. Materiais e Métodos: Estudo bibliográfico baseado em livro e material teórico do método Padovan, anais de eventos e publicações do banco de dados da Lilacs e Scielo. Foram incluídos textos científicos em qualquer modalidade de estudo, disponíveis gratuitamente, no idioma português ou inglês, publicados nos últimos cinco anos sobre o tema. Resultados: De acordo com a literatura, o método Padovan vem sendo inserido como uma terapia complementar em ambientes clínicos e hospitalares, demonstrando melhora no quadro geral de pacientes graves acometidos por afecções como o acidente vascular encefálico, doenças crônicas, vítimas de traumatismo craniano, pacientes com disfagia devido suporte nutricional por sonda nasogástrica ou gastrostomia e em pacientes com dificuldades respiratórias por uso de traqueostomia ou tubo orotraqueal. Na literatura, a melhora clínica dos pacientes submetidos ao método Padovan é percebida pelos pacientes e seus familiares, principalmente quanto à diminuição da dor, melhora nas atividades de vida diária e na sensação de bem estar após os exercícios. Conclusão: Mesmo com a inserção do método Padovan em ambientes clínicos, ainda são poucos os estudos disponíveis na literatura sobre os seus efeitos terapêuticos, sendo necessária a realização de mais estudos a fim de melhor elucidar a aplicabilidade do método como estratégia terapêutica.

Palavras-chave


Neurologia; Transtornos do neurodesenvolvimento; Transtornos motores

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.