O CONSUMO DE ÁLCOOL, TABACO E OUTRAS DROGAS POR ALUNOS DE UMA ESCOLA PÚBLICA DO INTERIOR DO RIO GRANDE DO SUL

Elisete Cristina Krabbe, Tatiana Medina Sturzenegger, Graziela Alebrant Mendes, Themis Goretti Moreira Leal de Carvalho

Resumo


Diversas mudanças ocorrem na fase da adolescência, portanto este trabalho teve por objetivo investigar o consumo de álcool, tabaco e outras drogas pelos adolescentes matriculados no Instituto Estadual de Educação Professor Annes Dias, localizado na cidade de Cruz Alta/RS, além de elaborar um plano de educação em saúde a fim de conscientizar os alunos sobre a importância da promoção e prevenção da saúde. Foi aplicado um questionário, em sala de aula, para 398 alunos, com questões fechadas sobre a temática. Foi verificado que os jovens costumam consumir drogas lícitas e ilícitas, mesmo sendo proibidas para menores de idade. O álcool foi a droga mais utilizada, seguida do tabaco e, após, das ilícitas, sendo a maconha a mais utilizada na primeira experiência. Alguns pais também costumam fazer o uso de drogas lícitas, contribuindo para que o filho adote os mesmos hábitos. Após a análise dos resultados, ações de educação em saúde foram realizadas para conscientizar os adolescentes sobre os prejuízos que essas substâncias oferecem à população, especialmente aos jovens. Com o estudo, conclui-se que ações de educação em saúde criam espaços e chances de reflexões, desmistificando ideias e promovendo uma melhor qualidade de vida, haja vista o elevado número de jovens que entram em contato com álcool, tabaco e/ou outras drogas.


Palavras-chave


Adolescente; Educação; Uso de Tabaco; Consumo de Bebidas Alcoólicas

Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. Ministério da Saúde, Ministério da Educação. Guia de sugestões de atividades: semana saúde na escola. Brasília. DF: 2013.

Gil HLB, Mello DF, Ferriani MGC, Silva MAI. Opinião de adolescentes estudantes sobre consumo de drogas: um estudo de caso em Lima, Peru. Rev Latino-am Enfermagem 2008; 16(especial):551-557.

Martins ERC, Zeitoune RCG, Francisco MTR, Spindola T, Marta CB. Concepções do trabalhador de enfermagem sobre drogas: a visibilidade dos riscos. Rev Enferm. 2009; 17(3):368-372.

Centro de Informações sobre Saúde e Álcool. Status do consumo de álcool nas Américas. [site na internet]. [Acessado 2016 Jun 06]. Disponível em: http://www.cisa.org.br/artigo/6510/status-consumo-alcool-nas-americas.php.

Brasil. Estatuto da criança e do adolescente: lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, e legislação correlata [recurso eletrônico]. 9 ed. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2010.

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes Da Silva (INCA). [site na internet]. [Acessado 2016 jul 06]. Disponível em: http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/acoes_programas/site/home/nobrasil/programa-nacional-controle-tabagismo/criancas-adolescentes-jovens.

Araújo AJ. Tabagismo na adolescência: Por que os jovens ainda fumam? J Bras Pneumolo. 2010; 36(6):671-673.

Carlini EA, supervisão. II Levantamento Domiciliar sobre o uso de Drogas Psicotrópicas no Brasil: estudo envolvendo as 108 maiores cidades do país - 2005. São Paulo: CEBRID: UNIFESP, 2006.

Rigoni MS, Oliveira MS, Moraes JFD, Zambom LF. O consumo de maconha na adolescência e as consequências nas funções cognitivas. Psicologia em Estudo 2007; 12(2):267-275.

Carlini EA, supervisão. VI Levantamento Nacional sobre o Consumo de Drogas Psicotrópicas entre Estudantes do Ensino Fundamental e Médio das Redes Pública e Privada de Ensino nas 27 Capitais Brasileiras - 2010. São Paulo: CEBRID: UNIFESP, 2010. 503 p.

Ramis TR, Mielke GI, Habeyche EC, Oliz MM, Azevedo MR, Hallal PC. Tabagismo e consumo de álcool em estudantes universitários: prevalência e fatores associados. Rev Bras Epidemiol. 2012; 15(2):376-385.

Schenker M. Valores familiares e uso abusivo de drogas. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz; 2008. 168 p.

Malbergier A, Cardoso LRD, Amaral RA. Uso de substâncias na adolescência e problemas familiares. Cad Saúde Pública 2012; 28(4):678-688.

Almeida RMM, Trentini LB, Klein LA, Macuglia GR, Hammer C, Tesmmer M. Uso de Álcool, Drogas, Níveis de Impulsividade e Agressividade em Adolescentes do Rio Grande do Sul. Psico 2014; 45(1):65-72.

Rozin L, Zagonel IPS. Fatores de risco para dependência de álcool em adolescentes. Acta Paul Enferm, 2012; 25(2):314-318.

Rodrigues MC, Viegas CAA, Gomes EL, Morais JPMG, Zakir JCO. Prevalência do tabagismo e associação com o uso de outras drogas entre escolares do Distrito Federal. J Bras Pneumol. 2009; 35(10):986-991.

Lopes GT, Belchior PC, Felipe ICV, Bernardes MM, Casanova EG, Pinheiro APL. Dinâmicas de criatividade e sensibilidade na abordagem de álcool e fumo com adolescentes. Rev Enfermagem UERJ 2012, 20(1):33-38.

Stoltenberg SF, Batiena BD, Birgenheir DG. Does Gender Moderate Associations Among Impulsivity and HealthRisk Behaviors? Addict Behavior 2008; 33(2):252-265.

Marangoni SR, Oliveira MLF. Fatores desencadeantes do uso de drogas de abuso em mulheres. Texto & Contexto Enfermagem 2013; 22(3):662-670.

Elicker E, Palazzo LS, Aerts DRGC, Alves GG, Câmara S. Uso de álcool, tabaco e outras drogas por adolescentes escolares de Porto Velho-RO, Brasil. Epidemiol. Serv. Saúde 2015; 24(3):399-410.

Vieira PC, Aerts DRGC, Freddo SL, Bittencourt A, Monteiro L. Uso de álcool, tabaco e outras drogas por adolescentes escolares em município do Sul do Brasil. Cad. Saúde Pública, 2008; 24(11):2487-2498.

Mont’Alverne DGB, Catrib AMF. Promoção da saúde e as escolas: como avançar. Rev Bras Promoção da Saúde 2014; 26(3):307-308.




DOI: https://doi.org/10.18310/2358-8306.v4n8.p41

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.