Hospitalizações por COVID-19 no Brasil: características sociodemográficas, fatores de risco e manifestações clínicas

Hospitalizations for COVID-19 in Brazil: sociodemographic characteristics, risk factors and clinical manifestations

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18310/2446-4813.2023v9n2.3800

Resumo

Objetivo: Comparar as características sociodemográficas, os fatores de risco e as manifestações clínicas da COVID-19 em pessoas hospitalizadas no Brasil entre os anos de 2020 e 2021. Métodos: Estudo transversal cuja amostra foi de 1.150.041 pessoas hospitalizadas. A análise estatística foi realizada por meio do teste U de Mann-Whitney e Qui-quadrado de Pearson.  Resultados: Em 2020, as hospitalizações estiveram associadas ao sexo masculino, cardiopatia, diabetes, doença renal, tosse e febre (p<0,001). Em 2021, cor da pele branca, obesidade e síndrome de down foram fatores associados à hospitalização, cujos sintomas envolveram dispneia, saturação de O2 <95% e desconforto respiratório, com maior proporção de óbitos (p<0,001). Internação em UTI não apresentou diferença estatisticamente significativa. Conclusões: A hospitalização por COVID-19 no Brasil apresentou elevada frequência. No primeiro ano atingiu pessoas com mais idade e que apresentavam comorbidades prévias, e em 2021 se caracterizou pela acentuada carga de sintomas e maior gravidade clínica.

Downloads

Publicado

2023-08-07

Como Citar

Ceccon, R. F., Alberto Severo Garcia Júnior, C., Perondi, F., Oliveira Marx, L., André Prange da Silva, L., Eduarda Coelho Cordeiro, M., Galatto Cancillier, S., & Madeira, K. (2023). Hospitalizações por COVID-19 no Brasil: características sociodemográficas, fatores de risco e manifestações clínicas : Hospitalizations for COVID-19 in Brazil: sociodemographic characteristics, risk factors and clinical manifestations. aúde m edes, 9(2), 3800. https://doi.org/10.18310/2446-4813.2023v9n2.3800

Edição

Seção

Artigos Originais