PRÁTICAS EDUCATIVAS EM SAÚDE SOBRE GENERO, SEXUALIDADE, DIREITOS HUMANOS, ALCOOL E OUTRAS DROGAS.

Autores

  • Tirza Almeida Silva Universidade do Estado do Amazonas
  • Eduardo Jorge SantAna Honorato Universidade do Estado do Amazonas
  • Sillene Nogueira de Oliveira Arantes Universidade do Estado do Amazonas
  • Ednaldo Gomes Barbosa Junior Universidade do Estado do Amazonas

DOI:

https://doi.org/10.18310/2446-4813.2017v3n1p82-88

Palavras-chave:

, Psicologia, Educação em Saúde, Relato de Experiência, Oficinas, Álcool e outras Drogas, LGBT.

Resumo

O artigo presente trata de um relato de experiência em educação em saúde, facilitado por três profissionais psicólogos com alunos do curso de Psicologia de uma universidade privada da cidade de Manaus - AM. A experiência adveio de um estágio para conclusão do curso de especialização em Psicologia da Saúde. Intitulada “Ciclo de oficinas de educação em Saúde”, a atividade teve como objetivo abordar em 10 encontros temas como gênero, sexualidade, uso de álcool e outras drogas com esses alunos. Respeitado o princípio básico da educação em saúde, levou-se a esses alunos novas perspectivas sobre os temas e uma nova maneira de se comunicar. Por fim os resultados obtidos foram diversos, houve posições esperadas e outras completamente novas reforçadas pelas dinâmicas grupais presente em cada oficina. Pode-se perceber a necessidade de se conversar sobre esses temas pois era indubitável a falta de manejo e conhecimento expressos pelos alunos, deixando claro que a educação em saúde pode ser realizada em qualquer contexto, para lidar com todo tipo de questão.

Biografia do Autor

Tirza Almeida Silva, Universidade do Estado do Amazonas

Psicóloga, pós-graduanda em Psicologia da Saúde (UEA), Menstranda em Psicologia (UFAM) e professora universitária.

Eduardo Jorge SantAna Honorato, Universidade do Estado do Amazonas

Psicólogo, Doutor em Saúde da Mulher e da Criança, com ênfase em Sexualidade e Gênero, pela Fiocruz (IFF-RJ). Pós-graduado em Saúde da Família (UFSC) e Docência Superior (UGF). É concursado como especialista em saúde na Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (SEMSA), onde faz atendimentos clínicos em Unidade Básica de Saúde. Concursado como Professor Adjunto na Escola Superior de Ciências da Saúde - ESA - na Universidade do Estado do Amazonas - UEA. Professor e Orientador no Programa de Mestrado Profissionalizante em Saúde da Família (Abrasco-Fiocruz). É Lider do Grupo de Estudos e Pesquisas em Promoção e Educação em Saúde - GEPPES (UEA). Exerce as funções de Coordenador do Curso de especialização em Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas; Coordenador do Curso de Especialização em Sexualidade, Gênero e Direitos Humanos e Coordenador do Curso de Especialização em Psicologia da Saúde. Membro do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP), Membro da Comissão do Programa de Iniciação Científica e  Membro parecerista da Comissão de Produtividade.  É colunista da Revista Psiquê Ciência e Vida (cinema) e autor do livro "Cinematerapia: Entendendo Conflitos".  Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical da FMT. Suas produções e interesses em Pesquisa estão voltados principalmente para os seguintes temas: Cibercultura e Saúde Pública e HIV/AIDS; Tecnologia e Inovação em Educação em Saúde; Vulnerabilidade, Saúde Mental e Atenção Psicossocial; Sexualidade e Gênero.

Sillene Nogueira de Oliveira Arantes, Universidade do Estado do Amazonas

Psicóloga. Especialista em Psicologia da Saúde pela Universidade do Estado do Amazonas - UEA. Especialista em saúde mental, álcool e outras drogas pela Universidade do Estado do Amazonas - UEA. Especialista em Psicologia Hospitalar pela Universidade do Norte - UNINORTE. Especialização em andamento em Terapia Cognitiva Comportamental pela Faculdade Unyleya. Foi professora de ensino superior do curso de psicologia e coordenadora da clínica-escola, Centro de Psicologia Aplicada (CPA) da Universidade Paulista (UNIP), campus Manaus. Atualmente, na cidade de Rio Branco - AC, é professora do curso de psicologia na Faculdade da Amazônia Ocidental - FAAO e também na Faculdade Meta - FAMETA.

Ednaldo Gomes Barbosa Junior, Universidade do Estado do Amazonas

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Paulista UNIP - Campus Manaus (2011). Especialista em Saúde Mental Álcool e outras Drogas pela Universidade do Estado do Amazonas UEA e, finalizando a especialização em Psicologia da Saúde pela Universidade do Estado do Amazonas UEA. Atualmente é psicólogo no Serviço Social da Construção Civil do Estado do Amazonas. Tem experiência como psicoterapeuta, e em trabalhos de oficinas de educação em saúde.

Referências

SECRETARIA-GERAL da Presidência da República. Marco de Referência da Educação Popular para as Políticas Públicas. Brasília: Secretaria-Geral, 2014. Disponível em: http://www.secretariadegoverno.gov.br/.

CARNEIRO, N.P. Educação e Saúde. Web Artigos, 26 mar. 2008. Disponível em: http://webartigos.com/artigos/educacao-e-saude/5020. Acesso em: 30 jan.2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Departamento de Apoio à Gestão Participativa. Caderno de educação popular e saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa, Departamento de Apoio à Gestão Participativa. - Brasília: Ministério da Saúde, 2007.

PULGA, V. L. Educação Popular em Saúde como referencial para as nossas práticas na saúde. In: BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Departamento de Apoio à Gestão Participativa. II Caderno de educação popular e saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa, Departamento de Apoio à Gestão Participativa. - Brasília: Ministério da Saúde, 2014.

VASCONCELOS, E. M. Educação popular na formação universitária: reflexões com base em uma experiência / Eymard Mourão Vasconcelos, Pedro José Santos Carneiro Cruz, organizadores.- São Paulo: Hucitec; João Pessoa: Editora Universitária da UFPB; 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política nacional de saúde integral de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Combate à Discriminação. Brasil sem homofobia: programa de combate à violência e à discriminação contra LGBT e promoção da cidadania homossexual. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

Downloads

Publicado

2017-08-21

Edição

Seção

Artigos Originais