O fazer que virou poesia: refletindo o trabalho da APS frente à COVID-19 em Macaé

Autores

  • Isabela Barboza da Silva Tavares Amaral Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé http://orcid.org/0000-0003-4043-6020
  • Naiara Sperandio Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé
  • Aminy Santos Araújo Henriques Prefeitura Municipal de Macaé
  • Bianca Araújo de Almeida Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé
  • Camila Clara Becker de Almeida Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé
  • Diego Lima de Oliveira Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé
  • Natália Pires Antunes Prefeitura Municipal de Macaé
  • Nathália Soares Argemil Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé

DOI:

https://doi.org/10.18310/2446-4813.2022v8nsup2p295-312

Resumo

Objetivo: O presente artigo objetiva relatar uma experiência vivenciada pelo grupo de alunos, professores e preceptores do Projeto PET-Saúde/Interprofissionalidade da Universidade Federal do Rio de Janeiro/Campus Macaé no desenvolvimento de Oficinas Interprofissionais com três equipes de saúde da família atuantes no período da pandemia de COVID-19 no município de Macaé, no ano de 2020. Método: Trata-se de um relato de experiência. O trabalho envolveu as seguintes etapas: I) Caracterizando a APS no município de Macaé no contexto da pandemia de COVID-19; II) Planejamento das Oficinas Interprofissionais em saúde; III) Operacionalização das Oficinas; IV) Reflexões a partir da experiência retratada. Resultados: Os relatos traduzidos em forma de poesia expressaram de forma vívida o impacto de experienciar o trabalho das equipes de saúde da Família através das oficinas desenvolvidas. Reconhecer que a AB é uma linha de frente que precisa ser fortalecida, no sentido da capacitação dos profissionais, suporte técnico e material para realização da identificação de casos novos, bem como orientações para proceder ao isolamento domiciliar, acompanhamento e monitoramento dos contatos, pode fazer uma grande diferença na resposta do sistema de saúde à pandemia. Conclusões: Protagonizando ações de impacto significativo no enfrentamento da pandemia, o trabalho da APS pode ser fortalecido com ações de valorização dos profissionais e a promoção de espaços de diálogos e reflexões acerca dos seus próprios processos de trabalho, e os desdobramentos das mudanças a partir deles instituídas.

Biografia do Autor

Isabela Barboza da Silva Tavares Amaral, Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé

Doutoranda em Saúde Coletiva: da área de Política, Planejamento e Administração em Saúde, pelo Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Docente do curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio de Janeiro- Campus Macaé- RJ, Brasil.

Naiara Sperandio, Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé

Doutora em Ciência da Nutrição pela Universidade Federal de Viçosa e Docente do curso de graduação em Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro- Campus Macaé- RJ, Brasil.

Aminy Santos Araújo Henriques, Prefeitura Municipal de Macaé

Médica da Estratégia Saúde da Família da Prefeitura Municipal de Macaé- RJ, Brasil, Especializada em Saúde da Família pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Bianca Araújo de Almeida, Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé

Acadêmica do curso de graduação em Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro- Campus Macaé- RJ, Brasil.

Camila Clara Becker de Almeida, Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé

Acadêmica do curso de graduação em Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro- Campus Macaé- RJ, Brasil

Diego Lima de Oliveira, Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé

Acadêmico do curso de graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio de Janeiro- Campus Macaé- RJ

Natália Pires Antunes, Prefeitura Municipal de Macaé

Enfermeira da Prefeitura Municipal de Macaé- RJ, Brasil.

Nathália Soares Argemil, Universidade Federal do Rio de Janeiro- campus Macaé

Acadêmica do curso de graduação em Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro- Campus Macaé- RJ, Brasil.

Referências

Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Departamento de Gestão da Educação na Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde: o que se tem produzido para o seu fortalecimento? [internet] – 1. ed. rev. – Brasília : Ministério da Saúde, 2018. 73 p. [acesso em 2021 fev 25]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_educacao_permanente_saude_fortalecimento.pdf

Interprofessional Education Collaborative Expert Panel (Ipec). Core competencies for interprofessional collaborative practice [internet]. Washington, DC: Interprofessional Education Collaborative, 2011 mai. [acesso em 2021 mar 10] Disponível em: https://ipec.memberclicks.net/assets/2011-Original.pdf

Almeida PF, Fausto MCR, Giovanella L. Fortalecimento da atenção primária à saúde: estratégia para potencializar a coordenação dos cuidados [internet]. Rev Panam Salud Publica. 2011:29(2):84–95. [Acesso em 2021 mar 17]. Disponivel: https://scielosp.org/article/rpsp/2011.v29n2/84-95/#

Starfield B, Shi L, Macinko J. Contribution of primary care to health systems and health [Internet]. Milbank Q. 2005; 83(3):457–502. [Acesso em 2021 mar 20]. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2690145/

Organização Mundial de Saúde (OMS). OMS afirma que COVID-19 é agora caracterizado como pandemia [internet], 2020 mar 11. [Acesso 2021 fev 20]. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6120:oms-afirma-que-COVID-19-e-agora-caracterizada-como-pandemia&Itemid=812.

Ministério da Saúde (Brasil). Guia Orientador para o enfrentamento da pandemia COVID-19 na Rede de Atenção à Saúde [internet]. Brasília: Ministério da Saúde, 2020. [Acesso em 2021 Mar. 9]. Disponível em: https://www.conasems.org.br/wp-content/uploads/2020/05/Instrumento-Orientador-Conass-Conasems-VERS%C3%83O-FINAL-3.pdf VERS%C3%83O-FINAL-3.pdf.

Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Protocolo de Manejo Clínico do Coronavírus (COVID-19) na Atenção Primária à Saúde [internet], versão 9. Brasília - DF, Maio de 2020.[acesso em 2021 mar 9]. Disponível em: https://docs.bvsalud.org/biblioref/2020/05/1095920/20200504-protocolomanejo-ver09.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria Interministerial nº 421, de 3 de março de 2010. Institui o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET Saúde) e dá outras providências. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2010/pri0421_03_03_2010.html. 04 Mar 2010.

Conselho Nacional de Saúde (CNS). Resolução nº 569, de 8 de dezembro de 2017. Diário Oficial da União. 9 dez 2017.

Souza, J; Passarelli-Araújo, H e Júnior, AFSV. Macaé: uma cidade em movimento. In: Silva, SRA e Carvalho, MR (Org.). Macaé, do caos ao conhecimento: olhares acadêmicos sobre o cenário de crise econômica. Macaé: Prefeitura Municipal de Macaé. 2019. p. 64-80.

Silva, LC. Reconfiguração do norte fluminense a partir dos anos 70: a chegada do petróleo e suas consequências na dinâmica de crescimento regional [internet]. Petróleo, Royalties e Região. Campos dos Goytacazes/RJ.[data desconhecida] [acesso em 2021 mar 30]. Disponível em: https://royaltiesdopetroleo.ucam-campos.br/wp-content/uploads/2017/05/reconfiguração-do-norte-fluminense-a-partir-dos-anos-70-a-chegada-do-petróleo-e-suas-conseqüências-na-dinâmica-de-crescimento-regional..pdf

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Ibge). IBGE cidades [internet].[acesso em 2021 fev 20]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/rj/macae.html

Organização Mundial da Saúde (OMS). Marco para Ação em Educação Interprofissional e Prática Colaborativa [internet]. Genebra; 2010. [acesso em 2021 mar 10]. Disponível em: https://www.paho.org/bra/images/stories/documentos/marco_para_acao.pdf%20

Vendruscolo C, Trindade LL, Maffissoni AL, Martini JG, et al. Implication of the training ad continuing education process for the interprofessional performance [Internet]. Rev Bra Enferm. 2020;73(2):e20180359.[acesso em 2021 fev 25] Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672020000200181&tlng=en

Freire, P. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

Giovanella L, Martufi V, Mendoza DCR, et al. A contribuição da atenção primária à saúde na rede SUS de enfrentamento à COVID-19 [internet]. Revista Saúde em Debate. V. 44. n especial 4. p.161-172. Dez. 2020. [acesso em 2021 fev 24]. Disponível em: http://revista.saudeemdebate.org.br/sed/issue/view/42/v.%2044%2C%20n.%20ESPECIAL%204.

Engstrom E, Melo E, Giovanella L, et al. Nota Técnica. Recomendações para a organização da Atenção Primária à Saúde no SUS no enfrentamento da COVID-19. Série Linha de Cuidado COVID-19 na Rede de Atenção à Saúde. Rio de Janeiro; Observatório COVID-Fiocruz: 2020. [acesso em 2020 jul 02]. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/sites/portal.fiocruz.br/files/documentos/recomendacoes_aps_no_sus_para_enfrentamento_da_COVID-19_versao_leitura_uma_coluna_1_.pdf

Sarti TD, Lazarini WS, Fontenelle LF, et al. Qual o papel da Atenção Primária à Saúde diante da pandemia provocada pela COVID-19?. Epidemiol. Serv. Saúde [Internet]. 2020 Abr 27 [Acesso em 23 Mar 2021]; 29( 2 ): e2020166. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-96222020000200903&lng=en.Epub

Medina MG, Giovanella L, Bousquat A, et al. Atenção primária à saúde em tempos de COVID-19: o que fazer? [internet]. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 36, n.8, e00149720, 2020 jun [acesso em 2021 mar 10]. Disponível em:http://cadernos.ensp.fiocruz.br/csp/artigo/1140/atencao-primaria-a-saude-em-tempos-de-COVID-19-o-que-fazer.

Downloads

Publicado

2022-11-19

Como Citar

Tavares Amaral, I. B. da S., Sperandio, N., Henriques, A. S. A., Almeida, B. A. de, Almeida, C. C. B. de, Oliveira, D. L. de, Antunes, N. P., & Argemil, N. S. (2022). O fazer que virou poesia: refletindo o trabalho da APS frente à COVID-19 em Macaé. aúde m edes, 8(sup2), 295–312. https://doi.org/10.18310/2446-4813.2022v8nsup2p295-312

Edição

Seção

Relato de Experiência