IMPORTÂNCIA ATRIBUÍDA PELAS MULHERES À REALIZAÇÃO DO EXAME PAPANICOLAOU

Autores

  • Ernandes Gonçalves Dias Faculdade Verde Norte (FAVENORTE)
  • Maria Luiza Silva Faria Faculdade Presidente Antônio Carlos de Porteirinha
  • Andressa Tatiane Soares Fleury Faculdade Presidente Antônio Carlos de Porteirinha
  • Sidália Gomes Pereira Faculdade Presidente Antônio Carlos de Porteirinha
  • Janine Cinara Silveira Alves Faculdade Verde Norte (FAVENORTE)

DOI:

https://doi.org/10.18310/2446-4813.2017v3n4p350-357

Palavras-chave:

Saúde Pública, Saúde da Mulher, Prevenção Primária, Teste de Papanicolaou.

Resumo

O exame Papanicolaou é uma importante estratégia para controle do câncer do colo de útero. Objetivou-se identificar a importância, atribuída pelas mulheres da Estratégia Saúde da Família Maria Fernandes de Souza, da cidade de Janaúba, Minas Gerais, à realização do exame preventivo Papanicolaou. Trata-se de um estudo descritivo de natureza qualitativa, dirigido a 25 mulheres com idade entre 25 e 64 anos, que se submeteram ao exame no 2º semestre de 2015. Os dados foram coletados entre março e abril de 2016 por meio de uma entrevista semiestruturada. Os resultados revelaram que as mulheres consideram o exame importante para diagnosticar precocemente a neoplasia e outras doenças, associam o exame citopatológico ao exame clínico das mamas. Admitem já ter recebidos informações sobre a importância do exame preventivo, porém não recordam. Concluiu-se que há necessidade de desenvolver ações de educação em saúde, para que as mulheres compreendam melhor a importância do exame e busquem sua realização como preconizado pelo Ministério da Saúde.

Biografia do Autor

Ernandes Gonçalves Dias, Faculdade Verde Norte (FAVENORTE)

Mestre em Ciências pelo Programa de Tecnologia e Inovação em Enfermagem na USP (EERP). Especiasta em Docência na Saúde (UFRGS) e em Enfermagem do Trabalho pela Faculdade Vale do Gorutuba (FAVAG). Coordenador da Atenção Básica em Monte Azul (MG) e Docente na Faculdade Verde Norte (FAVENORTE).

Janine Cinara Silveira Alves, Faculdade Verde Norte (FAVENORTE)

Mestre em Ensino de Biologia.

Referências

Corrêa MA. Fatores Associados a baixa cobertura da citologia oncológica cervical e o papel da atenção primária. [TCC Especialização em Atenção Básica em Saúde da Família] Campos Gerais: Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Minas Gerais; 2012. 35f.

Silva SD, Vasconcelos EV, Santana ME, Rodrigues ILA, Mar DF, Carvalho FL. Esse tal Nicolau: representações sociais de mulheres sobre o exame preventivo do câncer cérvico-uterino. RevEscEnfermUSP, 2010; 44(3): 554-560. [acesso: 14 set. 2016]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342010000300002.

Carvalho AGS. Prevenção do Câncer Cérvico-uterino: uma proposta de intervenção. [TCC Especialização em Saúde da Família] Universidade Federal de Minas Gerais, Formiga, 2010. 36f.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa/SGEP. Departamento de Articulação Inter federativa /DAI. Caderno de Diretrizes Objetivos, metas e indicadores. 1, Brasília- DF, 2013. 157f.

Freitas Filho LA. O exame Papanicolau e o diagnóstico das lesões invasoras do colo do útero. [Pós-graduação em citologia clínica] Universidade Paulista, Recife, 2011. 46f.

Santos RS, Melo ECP, Santos KM. Análise espacial dos indicadores pactuados para o rastreamento do câncer do colo do útero no Brasil. Texto contexto – enferm., 2012; 21(4): 800-10, dez. Florianópolis. [acesso: 21 ago. 2016]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072012000400010.

Brasil. Ministério da Saúde. Mais sobre Saúde da Mulher. 2013b. [aceso: 18 set. 2016]. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/acoes-e-programas/saude-da-mulher/leia-mais-saude-da-mulher.

Silva MFA. Papanicolau: razões para as mulheres não buscarem o resultado desse exame. 2010a. [Monografia] Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010. 38f.

Bardin L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2009.

Lucena LT, Crispim PTB, Zãn DG, Ferrari JO. Fatores que influenciam a realização do exame preventivo do câncer cérvico-uterino em Porto Velho, Estado de Rondônia, Brasil. RevPan-AmazSaude, 2011; 2(2): 45-50. [acesso: 21 maio 2016]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5123/S2176-6223201100020000.

Rodrigues AMX, Barbosa ML, Matos MDLP. Importância do Exame Papanicolaou no Diagnóstico Precoce de Câncer do Colo do Útero. Revista Multiprofissional em Saúde do Hospital São Marcos, 2013; 1(1): 58-65, Teresina-Piauí.

Mendes LC, Silveira CF, Silva SR. Conhecimento de mulheres a respeito do exame de papanicolaou e do autoexame das mamas. Rev. enferm. atenção saúde; 2013; 2(3): 4-17.

Ferreira MLSM. Motivos que influenciam a não-realização do exame de Papanicolau segundo a percepção de mulheres. Esc Anna Nery Rev Enferm, 2009; 13(2): 378-84, abr./jun. [acesso: 10 set. 2016]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452009000200020.

Valente CA, Andrade V, Soares MBO, Silva SR. Conhecimento de mulheres sobre o exame de papanicolaou. RevEscEnferm USP, 2009; 43(2): 1193-8. [acesso: 15 maio 2016]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342009000600008.

Paula CG, Ribeiro LB, Pereira MC, Bedran T. Atuação do enfermeiro da atenção básica frente ao controle do câncer uterino: revisão de literatura. Pós em revista do Centro Universitário Newton Paiva. 2012; 5ª ed., 213-218, Belo Horizonte.

Rocha BD, Bisognin P, Cortes LF, Spall KB, Landerdahl MC, Vogt MSL. Exame de Papanicolau: conhecimento de usuárias de uma Unidade básica de saúde. RevEnfermUFSM, 2012; 2(3): 619-629, set./dez. [acesso: 10 set. 2016]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5902/217976926601.

Casarin MR, Piccoli JCE. Educação em saúde para prevenção do câncer de colo do útero em mulheres do município de Santo Ângelo/RS. Ciênc. saúde coletiva, 2011; 16(9): 3925-32, set. Rio de Janeiro. [acesso: 10 maio 2016]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011001000029.

Santos MS, Santos LB. Câncer do Colo Uterino: A importância do exame preventivo frente à visão dos enfermeiros e usuárias de um posto de saúde de Imperatriz-MA. Instituto Federal de Educação Ciência e tecnologia- Campus Tocantins [online]. 2013. [acesso: 18 maio 2016]. Disponível em: http://araguatins.ifto.edu.br/portal/saude/index.php/artigos/110-cancer-do-colo-uterino-a-importancia-do-exame-preventivo-frente-a-visao-dos-enfermeiros-e-usuarias-de-um-posto-de-saude-de-imperatriz-ma.

Maeda TC, Alves AP, Silva SR. Conhecimento de mulheres idosas sobre o exame de Papanicolau. Cienc Cuid Saude; 2012; 11(2): 360-367. [acesso: 25 maio 2016]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v11i2.13070.

Assunção APF, Barbosa CR, Teixeira E, Medeiros HP, Tavares IC, Sabóia VM. Práticas e Tecnologias Educacionais no Cotidiano de Enfermeiros da Estratégia Saúde da Família. Rev enferm UFPE on line, 2013; 7(11): 6329-35, nov. Recife. [acesso: 12 jun. 2016]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5205/reuol.3794-32322-1-ED.0711201303.

Downloads

Publicado

2018-03-18

Edição

Seção

Artigos Originais