Manaus, manáos, “mãe dos deuses”, o povo...

Julio César Schweickardt

Resumo


O presente texto foi produzido para uma homenagem recebida pela Câmara de Vereadores do Município de Manaus com o título de cidadão manauara. A cidade de Manaus tem uma história singular desde o seu nome que faz referência à etnia Manáos, que vivia nessa região. O nome significa a “Mãe dos deuses”, o que traz muitas reflexões para as imagens divinas retratando a figura masculina. A cidade traz consigo várias histórias de “Cidades Invisíveis” que depende da perspectiva de quem a olha e a vive. Por isso, interpretar a cidade é uma forma de exercitar o olhar os diferentes outros que habitam o território. Terminamos o texto, dizendo que nós somos O Povo, que desejamos mais justiça, equidade e direitos a sermos diferentes.


Palavras-chave


Direitos sobre a cidade; cidadania; Amazônia

Texto completo:

PORTUGUÊS

Referências


PESSOA, F. Livro do Desassossego. São Paulo: Companhia das Letras; 1999.

CALVINO, I. As cidades invisíveis. São Paulo: Companhia das Letras; 1994.

GONDIN, N. A invenção da Amazônia. São Paulo: Marco Zero; 1994.

DANIEL, J. Tesouro Descoberto Máximo Rio Amazonas. vol. 1. Rio de Janeiro: Contraponto; 2004.

FERREIRA, AR. Viagem Filosófica pelas capitanias do Grão Pará, Rio Negro, Mato Grosso e Cuiabá. Memórias: Antropologia. Conselho Federal de Cultura; 1974.

WALLACE, AR. Viagens pelo Amazonas e Rio Negro. Brasília: Senado Federal; 2004.

CASTRO, F. A Selva. Ilustrações de Portinari. Lisboa: Guimarães Editores; 1955.

MOOG, V. O ciclo do outro negro. Porto Alegre, Globo; 1936.

CUNHA, E. A Margem da História. Porto; 1922.

DIAS, EM. A ilusão do Fausto. Manaus: Valer; 1999.

MESQUITA, O. La Belle Vitrine: Manaus entre dois tempos (1890-1900). Manaus: EDUA; 2009.

DAOU, AM. A belle époque amazônica. Rio de Janeiro: Zahar; 2000.

CUNHA, E. Amazônia: Um paraíso perdido. Manaus: Valer, EDUA, Governo do Estado do Amazonas; 2003.

SCHWEICKARDT, JC. Ciência, Nação e Região: as doenças tropicais e o saneamento no Estado do Amazonas, 1890-1930. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2011.

SCHWEICKARDT, JC. Magia e Religião na modernidade: os rezadores de Manaus. Manaus: Edua; 2002.




DOI: https://doi.org/10.18310/2446-4813.2019v5n2p185-192

DOI (PORTUGUÊS): https://doi.org/10.18310/2446-48132019v5n2.2555g381

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Saúde em Redes foi classificada pelo Sistema Qualis-Periódico da CAPES no Quadriênio 2014/2016, período de sua criação, no estrato B1 na área de Ensino, no estrato B4 nas áreas de Enfermagem, Interdisciplinar, Psicologia, Saúde Coletiva e Serviço Social e no estrato B5 nas áreas de Geociências e Medicina II. Novidade 2019: a Saúde em Redes foi aprovada para indexação na Base LILACS.

Indexada no LatindexDiadorimDOAJ; COLECIONASUS