O CARTOGRAFAR DA GRANDE SAÚDE DAS RUAS EM “IR VIR PERMANECER”, AUDIOVISUAL COM O JORNAL BOCA DE RUA

Renato Levin Borges, Ricardo Burg Ceccim

Resumo


O artigo assinala o percurso metodológico de uma pesquisa que buscou o “encontro com a população de rua” e cujo principal produto foi a elaboração de um audiovisual designado por Ir Vir Permanecer. A pesquisa se orientou pelos conceitos e dispositivos éticos da Cartografia, em Deleuze e Guattari, e de Grande Saúde, em Nietzsche. O campo foi o Jornal Boca de Rua, cidade de Porto Alegre/RS, ao sul do Brasil. A pesquisa e o audiovisual expressam caminhos e perspectivas para o criar e experenciar mutuamente as vidas das ruas, assumindo um modo afirmativo de lidar consigo e com o outro no estranhamento e na abertura de margens à diferença. Foi desenvolvido o conceito de “pesquisa-interação”, concluindo-se pela relevância e potência do cartografar como procedimento nos encontros com as vidas das ruas, assim como a postulação destas vidas como afirmativas e criadoras de Grandes Saúdes.


Palavras-chave


Moradores de Rua; Cartografia; Grande Saúde; Pesquisa-Interação; Audiovisual; Boca de Rua, jornal

Texto completo:

PDF

Referências


Borges RL. Ir vir permanecer (audiovisual). [acesso em 5 Jul 2016]. Disponível em: .

Klossowski P. Nietzsche e o círculo vicioso. Rio de Janeiro: Pazulin; 2000.

Bergson H. O pensamento e o movente. São Paulo: Abril; 1974.

Deleuze G. Bergsonismo. São Paulo: Editora 34; 1999.

Félix-dos-Santos C. Encontros na rua: possibilidades de saúde em um consultório a céu aberto. [dissertação]. Porto Alegre (RS): Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2017.

Nietzsche F. Fragmentos póstumos: 1885-1887. Rio de Janeiro: Forense Universitária; 2013.

Deleuze G; Guatarri F. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia – v.1. São Paulo: Editora 34; 1995.

Foucault M. De outros espaços. In: Foucault M. Ditos e escritos III: estética: literatura e pintura, música e cinema. 2ed. Rio de Janeiro: Forense; 2009.

Agamben G. Homo sacer: o poder soberano e a vida nua I. 2ed. Belo Horizonte: Humanitas; 2014.

Boca de Rua (Porto Alegre). 2004; 3(12).

Rolnik S. Alteridade a céu aberto: o laboratório poético-político de Maurício Dias & Walter Riedweg. In: Rolnik S. Posiblemente hablemos de lo mismo. Barcelona: Museu d’Art Contemporani; 2003. Catálogo da exposição da obra de Mauricio Dias e Walter Riedweg.

Guattari F; Rolnik S. Micropolítica: cartografias do desejo. 4ed. Petrópolis: Vozes; 1996.

Boca de Rua (Porto Alegre). 2015; 14(56). Edição comemorativa 15 anos.

Spinoza B. Ética. 2ed. Belo Horizonte: Autêntica; 2014.

Borges RL. A grande saúde peregrina: vidas que constituem o jornal Boca de Rua. [dissertação]. Porto Alegre (RS): Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2016.




DOI: https://doi.org/10.18310/2446-4813.2017v3n1p70-81

DOI (PDF): https://doi.org/10.18310/2446-48132017v3n1.821g137

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Saúde em Redes foi classificada pelo Sistema Qualis-Periódico da CAPES no Quadriênio 2014/2016, período de sua criação, no estrato B1 na área de Ensino, no estrato B4 nas áreas de Enfermagem, Interdisciplinar, Psicologia, Saúde Coletiva e Serviço Social e no estrato B5 nas áreas de Geociências e Medicina II. Novidade 2019: a Saúde em Redes foi aprovada para indexação na Base LILACS.

Indexada no LatindexDiadorimDOAJ; COLECIONASUS